Tag Archives: Bonequinha de Luxo

Diva: Audrey Hepburn

7 Jun
 Image
Audrey Kathleen Ruston, mais conhecida como Audrey Hepburn nasceu em Bruxelas, era filha de um rico banqueiro inglês e da Baronesa holandesa Ella Van Heemstra.  Após o divórcio dos pais, mudou-se com a mãe para Londres, onde iniciou seus estudos.  Alguns anos mais tarde, as duas fixaram residência em Arnhem, Holanda.Quando da ocupação alemã, durante a 2ª Guerra Mundial, participou do esforço anti-nazista, período em que sofreu de má nutrição e depressão.  Após a libertação da Holanda, Audrey foi estudar balé em Londres e, mais tarde, iniciou uma promissora carreira como modelo, até ser descoberta por um produtor, quando teve uma pequena participação no filme holandês “Nederlands in Zeven Lessen”, em 1948.

Antes de conseguir o estrelato com seu primeiro filme americano, “A Princesa e o Plebeu”, 1953, quando arrebatou o Oscar de Melhor Atriz, Audrey participou de diversos filmes britânicos e franceses.  Em sua carreira de sucesso, foi ainda indicada ao Oscar de Melhor Atriz por suas atuações em “Sabrina“, “Uma Cruz à Beira do Abismo“, “Bonequinha de Luxo” e “Um Clarão nas Trevas“.

Para o filme “Bonequinha de Luxo“, Henry Mancini compôs “Moon River” especialmente para ela.  Ganhadora do Oscar de Melhor Canção, “Moon River” tem centenas de gravações, mas a dela é inquestionavelmente a melhor.

Todo o mundo sabe que em 1962, quando do aniversário do Presidente Kennedy, Marilyn Monroe cantou “Happy Birthday, Mr. President”.  O que geralmente é esquecido é que foi Audrey quem a cantou no ano seguinte.

Audrey Hepburn foi uma das musas do grande estilista francês, Hubert de Givenchy, tendo este sido o responsável por seu guarda-roupa nos filmes “Sabrina”, “Cinderela em Paris”, “Amor na Tarde”, “Bonequinha de Luxo”, “Quando Paris Alucina”, “Como Roubar um Milhão de Dólares” e “Charada”.

Audrey casou-se com o ator Mel Ferrer em 25/09/1954, de quem se divorciou em 05/12/1968.  Voltou a se casar em 18/01/1969 com Dr. Andrea Dotti, de quem se divorciou em 1982.  Com o primeiro marido, teve um filho, Sean H. Ferrer, e com o segundo, Luca Dotti.

Em 1988, Audrey tornou-se Embaixadora Especial para o Fundo UNICEF das Nações Unidas, de Ajuda às Crianças, tendo participado de missões no Sudão, El Salvador, Somália, México, Equador, Venezuela, Vietnã, Tailândia e Etiópia.

Audrey Hepburn era fluente em Inglês, Holandês/Flamengo, Francês, Espanhol e Italiano.

Image

Ícone e Influência no mundo da moda

 Você pode nunca ter assistido ao filme Bonequinha de Luxo, mas com certeza já viu em algum lugar o figurino Givenchy feito especialmente para a personagem de Audrey, um longo preto com maxi colar de pérolas. Aliás, essa cena do filme é cheia de referências que marcam o mundo da moda e são consideradas “cool” até os dias de hoje; como a joalheria desejo Tiffany’s e os óculos wayfarer.

Cinderela em Paris foi um dos primeiros filmes a retratar o mundo da moda. O filme se passa em Nova York e Paris, e conta a história de uma severa editora de uma revista de moda, new faces, fotógrafos… soa familiar? Pois é meninas, eu desafio vocês a assistirem Cinderela em Paris e não se lembrarem de O diabo veste Prada.

Já deu pra entender o quanto Audrey é importante para o cinema e para a moda?


Image

Image

Prêmios:

Oscar

1993 – Prêmio Humanitário Jean Hersholt (homenagem póstuma)
1954 – Melhor Atriz (principal) por A princesa e o plebeu

Tony

1954 – Melhor Atriz por Ondine
1968 – Prêmio especial por sua carreira

Grammy

 

1993 – Melhor álbum de histórias para crianças por Audrey Hepburn’s Enchanted Tales (póstumo).

Emmy

1993 – Melhor performance individual num programa informativo por Gardens of the World (póstumo).

Além de ter ganho os maiores prêmios de cada área do entretenimento, Audrey Hepburn também ganhou outros prêmios importantes do cinema, como:

BAFTA

1965 – Melhor Atriz por Charada
1960 – Melhor Atriz por Uma cruz à beira do abismo
1954 – Melhor Atriz por A princesa e o plebeu

 

Globo de Ouro

1990 – Prêmio Cecil B. DeMille pelo conjunto de sua obra

1955 – Atriz favorita do mundo

1954 – Melhor Atriz (filme dramático) por A princesa e o plebeu

SAG
1993 – Prêmio pelo conjunto de sua obra

A atriz – diva, morreu aos 63 anos, jovem ainda, de câncer de cólon, mas será eternamente lembrada por fãs no mundo inteiro.

Inspire-se na Diva:

 


até a Blair se inspira na Diva! (em Gossip girl)

Advertisements